o meu arquivo dava um livro

Talvez por causa da profissão que escolhi os meus avós me tenham considerado como um fiel depositário dos seus escritos, histórias e colecções. O arquivo de álbuns com recortes de jornais do pós-25 de Abril veio parar cedo às minhas mãos. Serviu para um trabalho universitário e depois, durante duas décadas, a volumosa caixa de cartão ficou engavetada num roupeiro embutido. Porém, bastava recordar-me dela para saber – ou fingir – que um dia dar-lhe-ia nova utilidade.

A ideia maturou, fixou-se e lá acabei por por ir resgatar a caixa de cartão. Era mais pesada do que me lembrava e os meus braços fraquejaram. Quando a abri e revi os álbuns, amedrontei-me. A realidade ali contida, descrita, revelada, superava qualquer ficção. Aqueles recortes foram o meu romance preferido durante semanas. Quanto mais lia, mais pensava: como escrever sobre o que já estava escrito? No horizonte surgiu a facilidade de desistir do meu projecto.

Depois lembrei-me do trabalho que a minha avó teve. Depois lembrei-me da confiança que ela demonstrou ao dar-me a colecção. Depois lembrei-me que não tinha vivido o 25 de Abril. E avancei, com suores frios, para a escrita do «Revolução Paraíso».

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em histórias-livrescas com as etiquetas , , . ligação permanente.

Uma resposta a o meu arquivo dava um livro

  1. Pingback: e depois do adeus | Paulo M. Morais

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s