o arco-íris na mancha de óleo

caminho-abril

no dia do lançamento do Revolução Paraíso, um desconhecido veio cumprimentar-me. apresentou-se e passou-me para a mão um poema. um poema escrito por ele, sobre o país que o acolheu: «o meu poema que ofereci para Portugal». o 25 de Abril também é feito desta liberdade, deste estender de mão. o 25 de Abril é um caminho, a percorrer sempre, na procura do arco-íris na mancha de óleo.

           Para Portugal

                      A casa é linda

                      A Língua é rica

                      O ambiente também é lindo

                      Há pão e vinho

                      Quem quiser fique…

                                    Davoud Ghorbanzadeh

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em poesia-descartável com as etiquetas , , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s