a importância de nos sentirmos impróprios.

franz-kafka1

 “Que é que o senhor quer?” perguntou o advogado. “O senhor chegou na altura menos oportuna.”

“Não me chamaram?” perguntou Block, mais para si próprio do que para o advogado, estendendo as mãos como a proteger-se e preparando-se para regressar.

“Chamaram-no, sim” respondeu o advogado, “e, no entanto, chegou na altura imprópria.” 

FRANZ KAFKA

O Processo

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em literatura-citada com as etiquetas , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s