Gunter Grass em «o gato e o rato»

???????????????????????????????No princípio do novo ano pensei dar umas lições de violino – o meu defunto irmão deixara um desses instrumentos -, mas fomos promovidos a auxiliares da Luftwaffe e hoje é decerto tarde, embora o padre Alban não se canse de me aconselhar a tomar lições de violino. Foi ele também que me encorajou a contar a história do gato e do rato: «Sente-se descansado, meu caro Pilenz, e escreva como lhe vier à cabeça. Você dispõe, por muito kafkianas que tivessem parecido as suas primeiras experiências poéticas e as suas novelas, de um estilo pessoal: aprenda violino ou liberte-se pela escrita – não foi gratuitamente que o Senhor lhe deu talento».

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em literatura-citada com as etiquetas , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s