Tom McCarthy em «remanescente»

tom-mccarthy1As pessoas nunca param para pensar nestes factos básicos quando observam programas de guerra ou policiais na televisão. As pessoas tomam demasiadas coisas como certas. Cada vez que uma arma de fogo é disparada, toda a história da engenharia entra em acção. E também da política: guerra, assassinato, revolução, terror. As armas não são apenas agentes e ferramentas da História: são a própria História, fazendo girar futuros alternativos nas suas câmaras, fazendo jorrar o presente dos seus canos, pondo de lado as balas vazias do passado.

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em literatura-citada com as etiquetas , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s