uma casa virtual de amigos

Tenho uma discussão recorrente com uma das minhas avós. Ela diz-me que tem muitos amigos. Que é amiga de toda a gente. O empregado de mesa que a serve numa pastelaria? Ficam amigos. A funcionária que a atende numa repartição das finanças? Ficam amigos. Um senhor que lhe cede lugar num transporte público? Ficam amigos. E por aí fora.

Eu costumo contrapor que a palavra amigo significa outro tipo de relação. Mas se calhar sou eu o anacrónico. A minha avó já está preparada para os novos tempos, em que se acumulam e adicionam amizades nas redes sociais. A minha avó, se tivesse Facebook, preencheria rapidamente o limite de 5000 amigos. Lá tinha de lhe abrir uma página “Amigos da Avó Luz”. E não tenho dúvida de que a AAL ultrapassaria rapidamente os “gostos” da minha página de escritor e competiria com muita figura pública que por aí anda.

doris-graca-dias1As redes sociais implicam uma actualização da palavra “amigo”. Teremos de rever as formas como nos ligamos a outras pessoas. Este texto do João de Sousa, escrito por causa da morte da Dóris Graça Dias, avança com uma possibilidade de classificação dos «novos tipos de relações, interacções, afectos e desafectos». Muitos consideravam-se amigos da Dóris por tantas vezes se terem cruzado e conversado com ela nas redes sociais, fosse no grupo Jornalistas, fosse em murais associados à literatura. Foi o meu caso, embora antes já lesse as críticas literárias que ela escrevia.

Mas o que me ligou ainda mais à Dóris foi ter lido o pequeno livro dela, “As Casas”. Não sei explicar a razão de essa leitura me ter criado uma espécie de ligação invisível à autora. Quando publiquei esta imagem e citação no meu blogue, a Dóris respondeu-me no Facebook com um símbolo de piscadela de olho sorridente. Dessa vez não usou palavras; já estavam no livro. E será nesse inexplicável das páginas impressas que, para mim, a memória da Dóris permanecerá mais vincada.

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em oráculo-morais com as etiquetas , , , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s