Jorge de Sena em «sinais de fogo»

jorge-de-sena1o velho caía de joelhos (…) O Rodrigues, então discursou: – Aqui têm Vossas Excelências, minhas senhoras e meus senhores, a imagem acabada da decadência humana. Mais cu, menos cu, todos Vossas Excelências, se viverem quanto ele, acabarão assim. Com estas peles caídas, com este corpo desmanchado, com estas lágrimas, com este sexo pendurado, com estas bolas vazias, e procurando escravizar a esta ruína uma juventude como aquela, procurando atraí-la para os buracos da ruína, procurando chupá-la com esta boca imunda. Lembrem-se de que todos acabam assim. E dêem graças a Deus e ao Diabo, e peçam a fortuna de morrer cedo, enquanto podem ser cobiçados, enquanto podem atrair, enquanto têm força entre as pernas.

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em literatura-citada com as etiquetas , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s