Dia das minhas mulheres (e das outras)

Dizem que fazem falta mulheres nos lugares de decisão para que possamos ter um mundo melhor. Sim, faltam. Mas só se continuarem a ser mulheres. Se quiserem ser como os homens, ou precisarem dessa semelhança para lá chegarem, de que servirá? Sim, lutar pela igualdade em muitas matérias. Mas, por favor, continuem a ser diferentes dos homens. Não foram mulheres que declararam guerras. Não foram mulheres que criaram campos de concentração. Não foram mulheres que se tornaram assassinas em série. Não foram mulheres que violaram em grupo. Não foram mulheres que aterraram, perseguiram, bateram, assassinaram os companheiros.

Certo, às vezes, as mulheres também matam. E como a sociedade – dos homens mas também muito das mulheres – é célere a condenar as culpadas! As mulheres, no crime, no deslize, no comportamento, nunca têm atenuantes. Um homem que trai a mulher? Ora, então se ele é homem… Um homem que bate na mulher? Pois, já se sabe como eles são… Um homem que abandona os filhos? Oh, via-se que ele não era feito para aquilo… Mas quando é uma mulher? Então, chovem juízos, humilhações, injúrias. Chovem pedras. Até fazer sangue. Até matar. Até suicidar. E eu pergunto: querem mesmo ser como os homens?
Precisamos de mulheres que sejam mulheres. Porque ser mulher não é ser frágil. É, em grande parte, ter a capacidade de propagar aquilo onde os homens tanto falham: amor, dedicação, ternura. Talvez até tolerância, quando não se revelam as mais intolerantes perante as outras mulheres que falham ou resvalam do padrão.

Eu sou um produto matriarcal. Na minha família, as mulheres foram e são mais e melhores modelos do que os homens, embora também haja um ou outro caso masculino que caiba na gaveta das referências. E é por isso que, neste dia internacional da mulher, eu me sinto um privilegiado por ter sido criado por uma avó extraordinária, por ter conhecido mais uma ou outra mulher de exceção, e por a minha família, a família que eu ando a ajudar a construir, ser composta por uma mulher e três meninas. Estar rodeado de mulheres faz de mim um homem melhor. E, acredito, o mesmo poderia acontecer com o mundo.

IMG_6186

Anúncios

Sobre paulommorais

Escrevo romances, textos, fragmentos. Antes e depois da escrita, leio. Gasto muitas noites com filmes. Nos entretanto, divago sobre novas personagens com histórias por contar.
Esta entrada foi publicada em oráculo-morais com as etiquetas , , . ligação permanente.

comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s